DE TIJOLO EM TIJOLO SE CONSTRUIU O TEATRO DO VIDIGAL

 

 Teatro Antigamente

 

Fotos Acervo Nós do Morro (1994): Integrantes do Grupo na obra do Teatro do Vidigal.

 

 

Em 1995/1996, o Nós do Morro passa a viver uma nova fase, com a consolidação da nossa mudança para o terreno nos fundos da EM Almirante Tamandaré, onde nos instalamos nos pilotis do prédio. O espaço no qual o grupo se abrigou era um vão aberto embaixo das salas de aula, onde existia uma grande pedra que ocupava a maior parte do local. Ali eram guardados materiais de cena e figurinos e, com o dinheiro das bilheterias das apresentações do Show das Sete no pátio da escola e ajuda de comerciantes locais, conseguimos alguns trocados para fechar uma “caixa”, que servia de sede e depósito das nossas traquitanas.

 

O tempo passou e surge a ideia de construção de um espaço maior, que pudesse funcionar como espaço de apresentação e de sede do grupo. Depois de muita conversa com a então diretora do Tamandaré, a professora Márcia Brasil e da ajuda dos cineastas Vinícius Reis e Rosane Svartman - que se tornariam os fundadores do Núcleo de Audiovisual do Nós do Morro- resolvemos iniciar a construção do Teatro do Vidigal.

 

 

Vinicius e Rosane subiram o morro para rodar o documentário Testemunho Nós do Morro, projeto que tinha recebido um patrocínio da prefeitura.  E logo se encantaram com o projeto, transformando-se em parceiros de primeira hora do grupo, destinando uma parte da verba do filme para ajudar na construção do teatro. Os comerciantes locais também foram de muita ajuda, doando material ou dinheiro para comprar o que faltava.

 

 

Uma das tarefas mais difíceis foi quebrar a pedra gigante que ficava no espaço compreendido pelos pilotis da escola. Depois de muitas unhas quebradas, dedos amassados e colunas estropiadas, se conseguiu algum para contratar um especialista que, em um dia, quebrou o dobro de pedra que a gente tinha conseguido quebrar em um mês. Guti comentava: “mas ele corta a pedra como se estivesse cortando manteiga!”. Em resumo o homem acabou com a pedra em menos de uma semana e no lugar dela surgiram o espaço dos camarins, da cabine de iluminação e a plateia do nosso teatrinho. Outra façanha homérica foi a laje da entrada do teatro. Teve gente do grupo que baixou enfermaria com problemas cervicais. E até hoje, a façanha destes artistas movidos a sanduiches de pão com mortadela e coca-cola é lembrada pelas dores de joelhos e na coluna dos pioneiros que fizeram parte deste grupo para a concretização de mais um sonho do Nós do Morro.

 

Aqueles que não acreditam nessa história podem pedir exames de raio X das colunas da galera que “trabalhou” na construção do teatro e poderão comprovar o quão duro é a vida de pedreiro e servente, pois como não havia dinheiro, todo mundo botava a mão na massa e os baldes de pedra e concreto nas costas.

 

 

O Teatro do Vidigal ficou pronto em meados de 1996 para a estreia do espetáculo Machadiando – três histórias de Machado de Assis, que cumpriu temporada até meados de 1997, tendo sido reapresentado em 1998 no Teatro da Casa de Cultura Laura Alvim. Com direção de Guti Fraga, direção musical de José Luiz Rinaldi, iluminação do saudoso Fred Pinheiro, cenários de Fernando Mello da Costa e consultoria de Zezé Silva e Luiz Paulo Corrêa e Castro, Machadiando marcou o início da segunda fase do Nós do Morro. O primeiro espetáculo montado pelo grupo fora do espaço do Centro Comunitário do Padre Leeb e, talvez, a inauguração do primeiro teatro de estrutura profissional montado numa favela do Rio de Janeiro, quiçá do Brasil inteiro.

 

 

Acompanhe a história dos 30 anos de trajetória do Grupo Nós do Morro.

Semana que vem tem mais!

 


#NósdoMorroAno30#20anosdeCineNósdoMorro#NósdoMorroSustentável

  

 

Links para páginas oficiais:

 

https://www.youtube.com/user/cinenosdomorro

https://www.facebook.com/grupo.nosdomorro/?fref=ts

https://www.facebook.com/integrantes.nosmorro?fref=ts

https://www.facebook.com/CAMPINHO-SHOW-607693089282390/

 

Links de nossos parceiros:

 

http://ppc.petrobras.com.br/

http://riseup.care/

http://www.sbcirj.org.br/sobre-nos/parcerias.asp

http://www.grupoestacao.com.br/grupoestacao/salas/espaco.php

 

 

Teatro hoje

 

Foto Acervo Nós do Morro: Fachada atual do Teatro do Vidigal